Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

MEDIDAS SEM MEDIDAS

Tratar o público como se fosse criança¹: Muitas publicidades utilizam argumentos, discurso, personagens e entonação infantilizadas. Ao dirigir-se a alguém como se ele tivesse doze anos é bem provável que ele se deixe sugestionar e reaja ou responda sem senso crítico. Assim, quanto mais quer enganar o espectador, maior é o tom infantil.
Em português:

Era uma vez um homem sozinho, sozinho. – Fala como se imitasse a maneira de falar do filho. – Ele não tinha nenhuma mulher para se aliviar... – Fala rindo e, mesmo sem entender, o menino ri também. – Então um dia Deus pensou – Engrossa a voz, que só não ficou solene por ser ridículo o seu anterior falso falsete. – “Não é bom que o homem viva só. Vou arranjar uma mulher para ele. E vai se chamar Eva. Eva, não Ivo. Pois serão Adão e Eva; e não Adão e Ivo.”. – De novo a criança não entendeu, mas concordou. – Então Deus anestesiou o homem, pegou a lua minguante e fazendo dela um bisturi; que é uma espécie de faca que os médicos usam para tratar q…

Últimas postagens

"Ópio do povo" e"Tática" - Religião sob a ótica de Karl Marx e Michel de Certeau

O papel socioeconômico da mulher negra escrava no Brasil colônia (1500-1822) 2ª parte

O papel socioeconômico da mulher negra escrava no Brasil colônia (1500-1822) 1° PARTE