quinta-feira, 3 de agosto de 2017

MINHA JANELA

MI VENTANA
Busto homenageando o 2º Presidente na Ditadura Militar brasileira
E eu pergunto: Como? Como podemos homenageá-lo?
Foto do autor - Ipatinga MG


Em português

Olho para minha janela
Sua transparência
Não é eficiência
Fora não há uma só panela

Olho para minha janela
Trevo de quatro folhas em um vasinho
La fora o imenso intelectual vazio
E ninguém me olha através dela

Olho para minha janela
Eu não me silencio
Enquanto o povo silêncio

Olho para minha janela
Quero calar-me
Mas dou alarme


En español

Miro mi ventana
Su transparencia
No es eficiencia
Política es arana

Miro mi ventana
Trébol de cuatro hojas en una maceta
Fuera la población intelectual zurreta
Me mira toda truhana

Miro la ventana
No me silencio
Mientras el pueblo silencio

Miro la ventana
Me quiero callar
Pero voy a cuchillar


 Rubem Leite é escritor, poeta e crontista. Escreve ao Ad Substantiam semanalmente às quintas-feiras; e todo domingo no seu blog literário: aRTISTA aRTEIRO.  É professor de Português, Literatura, Espanhol e Artes. É graduado em Letras-Português. É pós-graduado em “Metodologias do Ensino da Língua Portuguesa e Literatura na Educação Básica”, “Ensino de Língua Espanhola”, “Ensino de Artes” e “Cultura e Literatura”; autor dos artigos científicos “Machado de Assis e o Discurso Presente em Suas Obras”, “Brasil e Sua Literatura no Mundo – Literatura Brasileira em Países de Língua Espanhola, Como é Vista?”, “Amadurecimento da Criação – A Arte da Inspiração do Artista” e “Leitura de Cultura da Cultura de Leitura”. É, por segunda gestão, Secretário da ASSABI – Associação de Amigos da Biblioteca Pública Zumbi dos Palmares (Ipatinga MG). Foi, por duas gestões, Conselheiro Municipal de Cultura em Ipatinga MG (representando a Literatura).

Escrito na madrugada de 03 de agosto de 2017, no dia seguinte à tristeza: Câmara rejeita denúncia contra Temer [02-8-2017 – Foram 263 votos “sim” (para rejeitar a denúncia), 227 votos “não” e 2 abstenções]

Nenhum comentário:

Postar um comentário