segunda-feira, 25 de julho de 2016

Quando a coragem vira obstrução da justiça. Enquanto isso, no Planalto...


       

               Não sou grande conhecedora da trajetória de Eduardo Suplicy, mas conheço o político o suficiente para perceber que ele foi casado com sua nemesis, Marta Suplicy, que tomou o lado oposto a luta que dividiu o Brasil. Ele ficou do lado do povo, ou daqueles que entende como sendo defensores dos interesses populares, enquanto ela se filiou ao PMDB afirmando acreditar no que quase ninguém acreditava, um "novo amanhecer com Temer", se ela sabia que Michel Temer na verdade é dono de uma máquina do tempo capaz de levar todo um país para trinta anos no passado eu não sei, o que importa é a posição que se toma, "a prática é o critério da verdade", já dizia Karl Marx.
                 A cada diz nesses tempos temerosos temos visto uma atrocidade diferente, de ameça a direitos sociais a brutalidade policial, porém, vimos hoje uma das muitas cenas icônicas que permanecerão na História após o sombrio período pelo qual passamos: Um contingente inteiro de policiais rende uma manifestação pacifica e quatro trogloditas carregam um senhor de meia idade, esse senhor não é ninguém menos do que Eduardo Suplicy, ex-senador do PT, foi preso por "obstrução da justiça" enquanto protestava contra uma reintegração de posse em uma área periférica de São Paulo.


          O mais irônico desse episódio truculento é que o ex-senador, manifestando com moradores de rua, contra forças muito mais fortes do que eles que empenhavam-se em uma medida higienista, foi preso por "obstrução da justiça".
           Diante de tudo que tenho lido nos últimos dias, percebo que o termo "obstrução da justiça" ostenta agora uma ambiguidade inédita. E enquanto isso, no Planalto...





SUED

Nome artístico de Línik Sued Carvalho da Mota, é romancista e contista, tendo dois livros publicados, também é graduanda em História pela Universidade Regional do Cariri. Militante comunista, acredita no radicalismo das lutas e no estudo profundo de política, sociologia, História e economia como essenciais para uma militância útil.
Escreve ao Ad Substantiam semanalmente às segundas-feiras.
Contato: lscarvalho160@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário